Logomarca Viva Fisioterapia
Hoje é Terça, 12 de Dezembro de 2017

DRY NEEDLING NA TERAPIA DA DOR    

          Você provavelmente já deve ter ouvido falar, ou até mesmo feito uso das tão comentadas agulhas de acupuntura. De origem milenar chinesa, a técnica que tem sido bem aceita no Ocidente, ganhando a cada dia novos adeptos à terapia pela sua rápida resolutividade. 

          A técnica reúne conhecimentos técnicos, teóricos e empíricos, consistindo tradicionalmente na estimulação de pontos de energia específicos no corpo mediante a inserção de agulhas.

          No Brasil, a cientificidade do método se moderniza a cada dia e novas vertentes de tratamento apareceram, somando a melhoria na qualidade de vida da população que a utiliza. Dommerholt (2011) relata em seus estudos que no início do ano 1980, Baldry expandiu a prática do agulhamento a seco superficial e aplicou a técnica para todos os Pontos-Gatilhos Miofasciais do corpo, obtendo bons resultados empíricos tanto nos músculos superficiais como nos profundos.

          O Agulhamento Seco, também conhecido como Dry Needling, é uma técnica invasiva, caracterizada pela inserção de uma agulha filamentar sólida e fina, sem medicação, aplicada através da pele afim de tratar várias disfunções, incluindo – mas não se limitando – a dor miofascial, o recrutamento muscular, o controle da dor musculoesquelética, regeneração e recuperação de tecidos lesados e até mesmo quadros álgicos articulares (COFFITO, 2016).

          O PLENÁRIO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL, no uso de suas atribuições e disposições regulamentares conferidas pela Lei nº 6.316, de 17 de dezembro de 1975, e pela Resolução-COFFITO nº 413/2012, em que ACORDAM os Conselheiros do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, reunidos na sessão da 269ª Reunião Plenária Ordinária, em aprovar, por unanimidade, a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento Seco ou Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta. (Confira na íntegra em http://www.coffito.gov.br/nsite/?p=5126).

          O agulhamento a seco não pode ser confundido com a Acupuntura, no qual ambos se diferenciam em termos históricos, contexto filosófico, indicativo e prático.Mas em que momento os conhecimentos de Acupuntura se cruzam com os conhecimentos de Dry Needling?

          Na verdade, as únicas semelhanças entre a Acupuntura e o Dry Needling se encontram na utilização do mesmo tipo de agulha e no efeito mecânico que a mesma exerce sobre o músculo, aumentando a circulação sanguínea. Na Acupuntura, mesmo quando se deseja tratar a dor muscular de um paciente, há que se ter um cuidado especial na avaliação dos órgãos e vísceras, para saber se a disfunção muscular, considerada superficial pode ou não ser causada por uma disfunção energética interna, considerada profunda.

          O Agulhamento Seco utilizado por fisioterapeutas é baseado na neurofisiologia, neuroanatomia e estudo científico moderno do sistema nervoso e musculoesquelético, utilizando-a com o objetivo de liberar/inativar os pontos-gatilhos e diminuir a dor. Na clínica VIVA FISIOTERAPIA você encontra profissionais altamente capacitados, dispondo dos melhores e mais modernos tratamentos. O Dry Needling é um desses! Agende já uma avaliação e livre-se das dores.  

REFERÊNCIAS

COFFITO. Acordão sobre a utilização de Dry Needling por fisioterapeutas. Disponível em: http://www.coffito.gov.br/nsite/?p=5153, acesso em 30 de junho de 2017.

DOMMERHOLT, Jan; HUIJBREGTS, Petter. Myofascial Trigger Points Pathophysiology and EvidenceInformed Diagnosis and Management. Canadá: Jones and Bartlett Publishers, 2011.    



Viva Fisioterapia
Desenvolvido por IGNITI